Seja bem-vindo, visitante

Olá, Visitante. Chegou aqui, vindo sei lá de onde, quiçá cansado de tantas caminhadas e descaminhos. Pois bem, sente-se, relaxe e leia algumas destas coisinhas, vai ver que fica melhor... Um abraço da Felipa

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Blogagem coletiva - Amor aos pedaços


Questionar o que é o amor já todos fizemos, mais ou menos, durante uma fase ou outra das nossas vidas. Que sentimento será esse, tão especial?
Apaixonamo-nos muitas vezes, por isto, por aquilo, por pessoas e coisas, mas amar é diferente. Amar deveria ser diferente.
Porque amar alguém deveria ser intenso e duradouro, não uma coisa fugaz que passa e não deixa saudades.
Amar é o frio na barriga, a dor no coração, a saudade em cada momento longe da pessoa amada, a alegria de um sorriso, de um olhar, de um toque.


Hoje em dia toda a gente ama toda a gente, dizemos "amo-te" sem pensar no que fazemos, banalizou-se o maior dos sentimentos.
Mas quando um português diz “amo-te” não está a ser sincero. Porque o português, quando ama, diz “gosto de ti”.
E há algo mais lindo do que ouvir “gosto de ti, desde aqui até à lua; gosto de ti, desde a lua até aqui…”?
Esta canção do André Sardet é das mais lindas declarações de amor.

Quando tiver vontade de utilizar as palavras dele para dizer a uma pessoa que a ama, então é amor de verdade. Esqueça “amo-te”, “je t’aime”, “I love You”. “Gosto de ti” é que demonstra verdadeiramente o amor.
Para os portugueses, claro…

Mas atenção, isto é para palavras ditas, para as escritas podemos utilizar todos os estrangeirismos que quisermos. É assim que somos.




Já pensei dar-te uma flor, com um bilhete, mas nem sei o que escrever.
Sinto as pernas a tremer, quando sorris pra mim, quando deixo de te ver.
Vem jogar comigo um jogo, eu por ti e tu por mim.
Fecha os olhos e adivinha, quanto é que eu gosto de ti.


(Refrão)
Gosto de ti, desde aqui até à lua.
Gosto de ti, desde a Lua até aqui.
Gosto de ti, simplesmente porque gosto.
E é tão bom viver assim.


Ando a ver se me decido, como te vou dizer, como hei-de te contar.
Até já fiz um avião, com um papel azul, mas voou da minha mão.
Vem jogar comigo um jogo, eu por ti e tu por mim.
Fecha os olhos e adivinha, quanto é que eu gosto de ti.


(Refrão)
Gosto de ti, desde aqui até à lua.
Gosto de ti, desde a Lua até aqui.
Gosto de ti, simplesmente porque gosto.
E é tão bom viver assim.


Quantas vezes eu parei à tua porta.
Quantas vezes nem olhaste para mim.
Quantas vezes eu pedi que adivinhasses.
Quanto é que eu gosto de ti.


(Refrão)
Gosto de ti, desde aqui até à lua.
Gosto de ti, desde a Lua até aqui.
Gosto de ti, simplesmente porque gosto.
E é tão bom viver assim.


Mais tarde chegará a altura dos questionamentos, mas enquanto puder amar, ame. O marido, os filhos, os irmãos, os amigos, porque o amor é lindo. Dê amor, porque só recebemos aquilo que damos.

Sabe aquele silêncio que diz tudo? Quando está a fazer algo com as pessoas que ama e não precisam de falar para se entenderem?
É o amor a falar.

E vale a pena? Sim, vale sempre a pena. Porque um amor nunca vai embora sem deixar atrás dele tudo o que foi vivido pelos dois. E a maior parte disso, pense bem, foi bonito.
E é isso que o torna especial. Porque chegará um dia em que o amor já não vai embora, o amor fica, aquele "gosto de ti" tornou-se eterno.

E seremos velhinhos, e os nossos amores (filhos, amigos) virão visitar-nos, e seremos felizes por ter amado tanto.

Esta é a minha participação na blogagem coletiva AMOR AOS PEDAÇOS.
Saiba mais visitando o blog da Rosélia, uma das promotoras.

8 comentários:

✿ chica disse...

Que lindo,Felipa...Linda letra e música e realmente chegamos velhinhos, felizes por nos amar e amr tanto ainda...beijos,lindo fds!chica

Maria Luiza disse...

Era meu plano chegarmos velhinhos ao fim, mas Tony se foi antes, ainda belo e cheio de vida, não fosse aquela veinha entupida a lhe causar um aneurisma. Bem, Felipa, você discorreu bonito sobre o amor a explicar como ele fica, como se sente e interessante saber que a expressão gosto de ti, tem mais peso! Que seu fim de semana seja de paz, alegria e felicidade! Grande abraço!

RUTE disse...

Olá Felipa,
gostei muito de encontrar aqui música e letra de André Sardé. Foi muito ternurento da sua parte falar dos portugueses dessa forma. Eu que sou portuguesa, agradeço claro.

De fato amar é suposto ser algo perene. Quantos se questionam se de fato o amor é perene ou não?
Grata por estar connosco de novo em mais uma fase.
Se quiser espreitar a próxima, já está postada a chamada para a 5ªfase.
Beijo.
Rute

Suu Munizz disse...

Oi Felipa,
Linda participação,as pessoas andam mesmo banalizando o sentimento,mas só quem o sente de verdade e o respeita sabe o quanto é bom amar!
Uma linda semana pra vc,abraço,=)

Bel Rech disse...

Que lindo como colocastes teu texto...atualmente está banal falar eu te amo, só por dizer...
Mas como é bom ouvir eu te amo das pessoas que a gente ama....maridão e filhos...Quem respeita, ama...
Paz e bem

Luma Rosa disse...

Que linda música, não conhecia!!
"Gosto de ti", tenho que pensar duas vezes antes de dizer essa conjugação de palavras para um português, pois aqui no Brasil, gosto de ti é menos e adoro-te é mais que amar, vai entender! Adorar é mais que amar, pois é gostar do inatingível!
Posso dizer que gostei da sua participação sem que compreenda que estou sendo excessiva?
Me desculpe só agora vir ler a sua participação. Explico o ocorrido na postagem de chamada para a 5ª e última fase da blogagem coletiva.
Beijus,

Ailime disse...

Olá Felipa boa tarde,
Adorei esta sua explicação do amor, das palavras que nós portugueses dizemos para o expressar.
Também concordo que "gosto de ti" é mais sentido do que a expressão "amo-te" que se banalizou um pouco.
E André Sardet é uma ternura e gosta mesmo da família, dos filhos, de cantar!
Um momento lindo que aqui me proporcionou.
Desejo-lhe um bom domingo.
Bj
Ailime

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Felipa
vc fez um post tão carinhoso e já ouvi um "gosto de ti" no lugar do "eu te amo"... sei do que fala e como sei!!!
Tudo mimoso e muito o que pensar por aqui... é um relato da vida atual... parabéns!!!
Demorei a passar por estar numa Missão por muitos dias... há 3 meses minha vida mudou e estou bem fora daqui...
Seja feliz e abençoada!!!
Bjs de paz